Menu

SARAMPO



Dados da Organização Mundial de Saúde mostram que os casos de sarampo estão surgindo em níveis alarmantes no mundo. Muitos países estão em meio a surtos consideráveis de sarampo em 2019.

Globalmente há um aumento de 300% nos primeiros meses de 2019. Na África o aumento foi de 700%, seguida por Europa (300%), Oriente Médio (100%), Américas (60%) e Sudeste Asiático (40%).

O sarampo é uma das doenças mais contagiosas do mundo, com potencial para ser extremamente grave, afetando principalmente crianças menores de 5 anos de idade, especialmente as mal nutridas e bebês não vacinados.

SARAMPO_DIVEP

O QUE É?

Doença viral aguda, altamente contagiosa, grave, que pode acometer pessoas em qualquer idade não vacinadas.

COMO O SARAMPO É TRANSMITIDO?

De pessoa a pessoa através das secreções nasais ao tossir, expirar ou falar. O contágio também se dá por dispersão de gotículas com partículas virais (aerossóis) no ar, em ambientes fechados como, por exemplo, escolas, creches e clínicas. O vírus pode permanecer em ambiente fechado por até duas horas depois de a pessoa infectada ter saído do local.

QUAIS OS SINTOMAS?

Tosse (em geral seca e irritativa), febre alta (acima de 38,5oC), coriza (nariz escorrendo), conjuntivite (com sensibilidade à luz), manchas vermelhas na pele, dores no corpo.

QUAIS AS COMPLICAÇÕES?

• Infecções Respiratórias (Pneumonia);
• Otites (inflamação nos ouvidos);
• Encefalite e dano cerebral permanente;
• Diarreia intensa;
• Desidratação;
• Surdez;
• Lesões severas de pele podem acontecer, especialmente em crianças mal nutridas ou com deficiência de Vitamina A;
• Em gestantes pode provocar aborto
ou parto prematuro;
• Pode levar a óbito.

TRATAMENTO

Uma vez infectado, não há um tratamento específico para o sarampo, por isso, a vacinação é uma ferramenta para salvar vidas.

PREVENÇÃO

A vacina é a única forma de prevenção do sarampo.

ESQUEMA DE VACINAÇÃO POR IDADE

1 ano | A criança deve receber a 1a dose da vacina Tríplice Viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba.

15 meses de idade | Segunda dose com a
vacina Tetra Viral (sarampo, rubéola, caxumba, catapora) ou a Tríplice Viral e varicela monovalente.

12 a 29 anos | Caso não tenha sido vacinado anteriormente, deve receber duas doses da vacina Tríplice Viral com intervalo de 30 dias.

30 a 49 anos | Caso não tenha sido vacinado anteriormente, deve receber uma dose da Vacina Tríplice Viral.

A vacina é contra indicada em gestantes e menores

de 6 meses. Pessoas imunocomprometidas deverão ser avaliadas e orientadas antes da vacinação.

ORIENTAÇÕES AOS VIAJANTES

• Todo viajante com destino internacional ou para áreas no Brasil com comprovada circulação do sarampo que não seja vacinado ou que esteja com esquema vacinal incompleto para prevenção do sarampo, deve se vacinar pelo menos 15 dias antes da viagem;

• Os passageiros que retornam, nos últimos
30 dias, das áreas de risco para o sarampo, caso apresentem febre e manchas vermelhas pelo corpo, acompanhado de tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite, devem procurar uma unidade de saúde para atendimento imediato.